Rede dos Conselhos de Medicina
CRM-PB fiscaliza Hospital Regional de Piancó Imprimir E-mail
Ter, 08 de Setembro de 2020 11:00


O Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) fiscalizou o Hospital Regional Wenceslau Lopes, em Piancó, no Sertão paraibano, a 385 km de João Pessoa, no dia 31 de agosto. Durante a vistoria foi constatado que o hospital possui recursos humanos e equipamentos para o atendimento de urgências e emergências gerais e de pacientes com suspeita ou confirmação de Covid-19 de média e alta gravidade. No entanto, foram encontradas algumas inconformidades e o relatório com as recomendações do Conselho já foi encaminhado ao diretor técnico do hospital e à Promotoria de Justiça de Piancó.

Em virtude da pandemia, foram separados dois consultórios médicos, um destinado ao atendimento dos casos de síndromes respiratórias e outro para as demais urgências. O fluxo bidirecional só está estabelecido após o paciente passar pela sala de triagem, que é única. O hospital conta com oito leitos de UTI para os pacientes com suspeita ou confirmação de Covid-19. Todos são equipados com respirador, monitor, rede de gases e bombas de infusão. Há disponibilidade de gasômetro, eletrocardiógrafo, ultrassonografia e radiografia, aparelho de hemodiálise, além de um carrinho de parada com Desfibrilador Externo Automático.

O hospital dispõe de enfermaria respiratória, com 12 leitos. A enfermaria para os demais pacientes conta com 15 leitos. Há um repouso multiprofissional para a área Covid e outro para a área não Covid. Há ainda um repouso médico na área não Covid.

A equipe de fiscalização do CRM observou também que o bloco cirúrgico, submetido a uma reforma, está sem funcionar desde o início do ano, estando em funcionamento apenas a sala de parto normal. O hospital conta com uma Unidade de Recuperação Pós-Anestésica e duas salas de cirurgia, no entanto, uma delas apresenta grande quantidade de infiltrações no teto.

Na Sala de Reanimação faltavam alguns itens, como cânulas e tubos endotraqueais, desfibrilador com monitor, máscara laríngea e determinados medicamentos. Na sala de curativos, faltam óculos de proteção individual, pia, toalha de papel e sabonete líquido. No consultório médico também faltam alguns equipamentos para examinar os pacientes.

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner