Rede dos Conselhos de Medicina
Grande João Pessoa expande internações de pacientes covid-19 para outros hospitais e ocupação dos leitos de UTI continua em 90% Imprimir E-mail

Censo do CRM-PB mostra também que hospitais de Campina Grande estão com 85% de ocupação em UTIs e Sertão segue com 95%

O Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) divulgou nesta quarta-feira (24) o Censo Hospitalar, com dados de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e de enfermarias em 25 hospitais públicos e privados das três macrorregiões do estado (Grande João Pessoa, Campina Grande e Sertão), onde estão internados pacientes com covid-19, referentes a esta terça (23). Os números mostram que na região metropolitana da Capital houve uma expansão de leitos e internações em outros hospitais, como Complexo Hospitalar de Mangabeira, Hospital de Trauma e São Vicente de Paulo, além dos que já eram referência para a doença.

Na Grande João Pessoa, o CRM-PB analisou os dados de 13 hospitais, onde havia 375 leitos de UTI instalados e 332 estavam ocupados. Ou seja, havia 43 leitos disponíveis na rede pública e privada, nesta terça (23). Os números são referentes aos hospitais: Metropolitano, Clementino Fraga, Hospital Universitário Lauro Wanderley, Prontovida, Santa Isabel, Frei Damião, Complexo Hospitalar de Mangabeira, Hospital de Trauma, São Vicente de Paulo, São Luís, Hapvida, Unimed e Hospital Nossa Senhora das Neves.

Na 2ª macrorregião, em Campina Grande, o CRM-PB coletou os dados de sete hospitais: Hospital Universitário Alcides Carneiro, Hospital de Clínicas, Pedro I, Hospital de Trauma, João XXIII, Santa Clara e UPA Alto Branco. Nestas unidades havia 167 leitos de UTI instalados e 142 ocupados, uma taxa de 85% de ocupação, com 25 vagas disponíveis.

Já na 3ª macrorregião, o Sertão, a demanda por leitos de UTI continua alta, com 95% dos leitos de UTI ocupados, nas cinco unidades analisadas pelo CRM-PB. Os dados coletados na terça-feira (23) mostram que nesta região havia apenas quatro leitos de UTI disponíveis, ou seja, dos 62 leitos instalados, 58 estavam ocupados. As quatro vagas eram três no Hospital Regional de Patos e uma na UPA de Cajazeiras. No Sertão, foram avaliadas as ocupações de leitos dos hospitais regionais de Patos, Cajazeiras, Pombal e Piancó, além da UPA de Cajazeiras.

O presidente do CRM-PB, Roberto Magliano de Morais, acrescentou que, além de observar a ocupação de leitos, o Conselho vem monitorando junto aos diretores técnicos dos hospitais a quantidade de Equipamento de Proteção Individual (EPI), medicamentos e abastecimento de oxigênio. “Infelizmente, em algumas unidades já começam a se tornar escassos os remédios para pacientes intubados. Por enquanto, os EPIs estão em quantidade suficientes para os próximos 15 dias”, disse o presidente do CRM-PB.

O conselheiro e membro da Comissão de Enfrentamento ao Coronavírus do CRM-PB, Bruno Leandro de Souza, acrescentou que o Conselho também está visitando as unidades de saúde do estado, para conhecer in loco a realidade de cada hospital, as condições de atendimento e as dificuldades enfrentadas pelos médicos. “Já visitamos 140 instituições de saúde do estado, percorrendo mais de 21 mil km da Paraíba. Estamos realizando visitas propositivas, que auxiliem os médicos e os gestores no enfrentamento à pandemia”, disse o conselheiro.

2303 - leitos site02

Última atualização em Qua, 24 de Março de 2021 12:42
 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner