Rede dos Conselhos de Medicina
CRM-PB apresenta Programa Médicos Contra o Coronavírus em audiência na Assembleia Legislativa Imprimir E-mail

O CRM-PB participou, na tarde desta terça-feira (23), de uma audiência pública da Comissão de Saúde, Saneamento, Assistência Social, Segurança Alimentar e Nutricional da Assembleia Legislativa da Paraíba. De propositura do deputado e presidente da comissão Taciano Diniz, durante a sessão online, foi apresentado o Programa Médicos Contra o Coronavírus, implantado pelo CRM-PB em abril de 2020, e discutidas as estratégias de enfrentamento à pandemia na Paraíba.⠀

O conselheiro e membro Comissão de Enfrentamento ao Coronavírus do CRM-PB, Bruno Leandro de Souza, apresentou as ações realizadas nos últimos meses através do Programa: desde o dia 2 de abril, foram percorridos cerca de 21 mil km e visitadas 167 unidades de saúde em 103 municípios paraibanos.⠀

De acordo com o conselheiro, o programa auxiliou a reestruturar serviços de saúde, implantar laboratórios, expandir leitos, melhorar o fluxo de regulação e a reabrir hospitais. “A nossa rede de assistência, não só na Paraíba, como no Brasil, nunca foi organizada. Iniciamos a pandemia de Covi-19 com muitas falhas no sistema. O programa Médicos contra o coronavírus surgiu da necessidade de conhecer de perto a rede de assistência e a realidade do médico paraibano. É uma iniciativa de cooperação e não de fiscalização, que tem a missão de garantir o bem-estar da sociedade e do médico paraibano”, explicou o conselheiro.⠀

Além das visitas a diversos municípios do Estado, o programa também realizou reuniões semanais com diretores técnicos de unidades de referências públicas e privadas de atendimento à covid-19, promoveu cursos de capacitação de médicos, realizou lives e webinares que discutiram temas relevantes relacionados à pandemia, entre outras ações.⠀

O presidente do CRM-PB, Roberto Magliano de Morais, destacou que o Brasil é o epicentro dos casos de covid no mundo, com uma curva ascendente de casos. “Nos preocupa a escassez de medicamentos para intubação, a quantidade e ocupação de leitos do nosso Estado, o excesso de fakenews confundindo a sociedade e até mesmo os médicos, o número de médicos recém-formados na linha de frente e nas UTIs. Precisamos de muita união e compromisso com a saúde para enfrentar esta pandemia. Não é hora de apontar defeitos, precisamos vencer de mãos dadas”, disse o presidente do CRM-PB.

Roberto Magliano ressaltou também que o tratamento precoce difundido por alguns já foi comprovado cientificamente que não tem eficácia. “Seria muito bom que alguns medicamentos vermífugos ou quaisquer outros minimizassem os efeitos do novo coronavírus Mas isso não existe. O que é comprovadamente eficaz é a vacina. E posso dizer que é quase um milagre da ciência termos conseguido produzir uma vacina tão importante em menos de um ano”, afirmou.

A conselheira Débora Cavalcanti ressaltou que a vacinação em massa é extremamente necessária, mas enquanto não é uma realidade para grande parte da população, é fundamental seguir as medidas sanitárias, como higienização das mãos e uso das máscaras de forma correta. “Além de usarmos as máscaras, precisamos cobrar dos outros. É inadmissível vermos pessoas nas ruas sem máscaras ou usando apenas no queixo”, disse.

As deputadas Doutora Paula e Pollyana Dutra, membros titulares da Comissão de Saúde da ALPB, também fizeram intervenções e reiteraram a importância do trabalho realizado pelo CRM-PB durante a pandemia. O deputado Taciano Diniz também ressaltou o programa Médicos Contra o Coronavírus e afirmou que irá apresentar um projeto ao governo do Estado sugerindo uma gratificação aos profissionais de saúde da linha de frente contra a covid-19, inclusive para os médicos codificados. “Fiquei muito feliz com o trabalho realizado pelo CRM-PB, sei das dificuldades enfrentadas pelos médicos durante a pandemia e sugiro que trabalhemos juntos”, afirmou o deputado.

O diretor do Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa, Laércio Bragante, ressaltou que a unidade de saúde recebeu leitos de UTI para pacientes com covid-19 e vem adotando um protocolo de triagem. “A conduta dos tratamentos é feita pelos médicos mais experientes, que vem trabalhando junto dos profissionais mais jovens”, disse. Ele acrescentou que o CRM-PB tem ajudado nas orientações em diversas condutas.

Participaram da audiência, o presidente do CRM-PB, Roberto Magliano de Morais, a conselheira e presidente da Comissão de Assuntos Políticos do CRM-PB, Débora Cavalcanti, o conselheiro Bruno Leandro de Souza, as deputadas Pollyana Dutra e Doutora Paula, o deputado Taciano Diniz e o diretor geral do Hospital de Trauma de João Pessoa, Laercio Bragante, representando o secretário estadual de Saúde.

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner