Rede dos Conselhos de Medicina
Grande assembleia debaterá movimento frente aos planos de saúde Imprimir E-mail
Qui, 16 de Junho de 2011 13:10
Em 30 de junho, médicos irão analisar propostas das empresas e definir novas ações
 
Após, em nome dos médicos do estado de São Paulo, procurar 15 empresas da saúde suplementar (abaixo) reivindicando reajuste dos honorários médicos e o fim das interferências sobre a autonomia profissional, as entidades médicas – Associação Paulista de Medicina, Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo, Sindicatos dos Médicos de São Paulo e Academia de Medicina de São Paulo, Regionais e Sociedades de Especialidade – conclamam os profissionais a participar de Grande Assembleia Estadual, no dia 30 de junho, quinta-feira, às 20h, no auditório da APCD – Associação Paulista dos Cirurgiões Dentistas.
 
A participação maciça dos médicos que atuam junto aos planos de saúde é imprescindível para conhecer as propostas enviadas por algumas das empresas e também definir novas ações em relação àquelas que se recusaram a negociar. Outra possibilidade é que durante a assembleia possa ser discutida a recomendação de paralisação de atendimento destas empresas por tempo indeterminado.
 
 Somente com atitudes sérias, refletidas e conscientes, o movimento, que teve como marco histórico o último dia 7 de abril, terá continuidade e força no sentido de garantir avanços concretos e definitivos na grave situação vivida pelos profissionais de medicina há mais de uma década.
 
A pauta do movimento estadual consiste em recomposição do valor da consulta para R$ 80,00 e procedimentos atualizados proporcionalmente de acordo com o sistema de hierarquização da Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos (CBHPM), além de regularização dos contratos entre médicos e operadoras com a inserção de cláusula de reajuste anual baseado no índice autorizado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) para os planos individuais.

Outro pleito essencial para o movimento é o fim das pressões das empresas para que reduzam solicitações de exames, de internações e de outros procedimentos, interferências inaceitáveis que colocam em risco a saúde dos cidadãos.
 
Mais uma vez, é hora de expor para a opinião pública os abusos praticados no setor, tornando médicos e pacientes vítimas dos lucros bilionários das operadoras e seguradoras. 
Empresas contatadas - Medicina de grupo: Amil, Gama Saúde, Golden Cross, Green Line, Intermédica e Medial
Autogestões: ABET (Telefônica), Caixa Econômica Federal, Cassi (Banco do Brasil), Companhia de Engenharia de Tráfego, Embratel e Geap
Seguradoras: Marítima, Notredame e Porto Seguro
Outras foram chamadas em regiões diversas do estado
 

Assembleia estadual dos médicos

Local: Auditório da APCD – Associação Paulista dos Cirurgiões Dentistas
Endereço: Rua Voluntários da Pátria, 547, Santana, São Paulo/SP

Data: 30 de junho, quinta-feira
Horário: 20h
Informações: (11) 3188-4207 / 0800 17 3313

Fonte: APM

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner