Rede dos Conselhos de Medicina
Parceria entre CFM, FBH e Romário pode garantir mais vagas para treinamento a pessoas com deficiência Imprimir E-mail
Qui, 06 de Dezembro de 2012 08:49
Mais um passo para fazer valer a lei que garante benefícios às pessoas com deficiência e de baixa renda foi dado nesta quarta-feira (6). A Campanha Aprendiz com Deficiência voltada à criação de estágios remunerados em empresas de saúde de todo o Brasil, foi lançada na Câmara dos Deputados, em Brasília. O projeto é uma parceria entre o Conselho Federal de Medicina (CFM), a Federação Brasileira de Hospitais (FBH) e o deputado federal Romário (PSB-RJ). ACESSE O MATERIAL DA CAMPANHA

Com uma história em quadrinhos tendo como protagonista o tetra campeão de futebol Romário, uma cartilha chama os empresários da saúde de todo o país a abraçar a causa. A publicação, juntamente com cartazes, será encaminhada aos diretores e donos dos quase sete mil hospitais de todo o país, na expectativa de angariar adesão à proposta. O paradigma da Medicina na contemporaneidade tem sua base na dignidade humana e torna-se relevante aos interesses dos médicos em poder contribuir com as condutas sociais e políticas que expressem legítimos direitos das pessoas com deficiência”, apontou o 1º vice-presidente do CFM, Carlos Vital.
  
Na opinião de Romário, os brasileiros têm a obrigação de empunhar a bandeira. “A cartilha mostra que as pessoas com deficiência são capazes de trabalhar”. Na Câmara dos Deputados, Romário tem se mostrado entusiasmado com o trabalho de inclusão do Conselho Federal de Medicina. “Apesar do preconceito que ainda existe, nós estamos conseguindo mudar a mentalidade dessas pessoas e reverter esse quadro”, concluiu. 

Dados apontam a existência de 45 milhões de brasileiros com algum tipo de deficiência, o equivalente a 24% da população. “A lei de cotas pretende criar, em quatro anos, cerca de 150 mil vagas para portadores de necessidades especiais, o que é pouquíssimo”, considera o membro da Comissão de Ações Sociais do CFM, Ricardo Paiva.

Opiniões – O lançamento da cartilha ocorreu durante sessão solene em homenagem ao Dia Internacional das Pessoas com Deficiência (3 de dezembro). Diversas autoridades elogiaram a iniciativa da Campanha Aprendiz com Deficiência.

A deputada federal Mara Gabrilli (PSDB-SP) afirmou que a campanha é “essencial” porque une um tripé essencial para a inclusão da pessoa com deficiência no mercado de trabalho: “a empregabilidade, a educação e a saúde. O caminho é fazer uma transformação”. Já a coordenadora da Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência, Rosinha da Adefal (PTdoB-AL), destacou a necessidade de investimentos. “Nem de longe realizamos o que podemos chamar de inclusão plena”

A chance de trabalho foi destacada no evento como fundamental, mas é preciso que a pessoa com deficiência também compreenda o seu potencial. O coordenador do Programa de Empregabilidade de Pessoas com Deficiência da empresa Serasa S/A, João Ribas, afirma que a exigência hoje no mercado é grande. “Quando se contrata uma pessoa se contrata para que de fato ela alcance as metas. Por isso falar de aprendizagem é absolutamente fundamental. Por nós, que temos deficiência, temos também saber que temos um papel dentro disso. A inclusão é um caminho de mão dupla: precisamos que abram as portas para nós, mas também temos que aprender a trabalhar”.

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner