Senador se manifesta contrário à validação automática de diplomas estrangeiros de medicina Imprimir
Qui, 10 de Maio de 2012 13:22

Senador defende a adoção de critérios técnicos que comprovem a capacitaçãoO senador Alfredo Nascimento (PR-AM) criticou, nesta  ontem a validação automática de diplomas de medicina expedidos por países  estrangeiros sem critérios técnicos que comprovem capacitação técnica e prática profissional.

O parlamentar alega que a formação em medicina difere entre os países. Além das grades curriculares diferentes, em alguns países não existe a obrigatoriedade da residência médica. Para ele, a falta de médicos no interior do Brasil não justifica a validação automática dos diplomas.

— É preciso melhorar a distribuição destes profissionais. Validar diplomas indiscriminadamente não resolve o problema e ainda gera efeitos colaterais indesejáveis, como a possibilidade de um atendimento inadequado — disse.


Fonte: Agência Senado